terça-feira, 31 de janeiro de 2017

[GAMES] É oficial: Nintendo anuncia o fim da produção do Wii U

O que todos já esperavam, infelizmente, se tornou oficial hoje. Em um comunicado em seu site, a Nintendo anunciou o fim da produção do Wii U. A primeira a se manifestar foi a Nintendo japonesa, seguido logo depois pela Nintendo of America, que confirmou que o fim da produção é global. O console, que nos últimos meses viveu às sombras do aguardadíssimo Switch, finalmente teve seu fim decretado, saindo de cena de forma melancólica, mas não antes de receber um novo título de alta qualidade da série Zelda: previsto para ser lançado em 03 de março, The Legend of Zelda: Breath of the Wild será o último título do Wii U, e simultaneamente, o primeiro jogo do Switch.

Lançado em 2012, o Wii U prometia uma nova experiência de jogabilidade, ao oferecer uma segunda tela em um console doméstico: a tela extra recebe as imagens da televisão, enquanto esta não estiver disponível, e serve como auxílio em diversos títulos, similar às duas telas usadas atualmente no Nintendo 3DS. Porém, o que seria seu diferencial acabou selando seu fim precoce: vítima de um marketing ineficiente já admitido pela Nintendo, o Wii U gerou dúvidas sobre sua própria natureza, houve quem achasse que o Gamepad era o console em si, enquanto outros afirmavam que era apenas um acessório do Wii.

Com tantas dúvidas se o Wii U era um console ou um acessório, as desenvolvedoras third-parties se recusaram a trabalhar com o aparelho, o que resultou em poucos títulos e espantou os consumidores: apenas 13 milhões de unidades foram vendidas desde seu lançamento até o dia 31 de dezembro de 2016. Apesar disso, grandes jogos foram lançados para o console: Mario Kart 8, Splatoon, Super Mario Maker e Donkey Kong Country Tropical Freeze, entre outros, foram alguns dos títulos mais bem sucedidos do Wii U.

Apesar de ter decepcionado, o Wii U acabou sendo muito importante para a Nintendo: tendo reconhecido os erros, a Big N desenvolveu o Switch e conquistou o mundo, o que garantiu um grande apoio das desenvolvedoras third-parties e até mesmo elogios da rival Microsoft.


Via Reino do Cogumelo.

Comentários
0 Comentários

0 comentários: