sábado, 12 de novembro de 2016

[CORRENTE DOS SETE JOGOS] Episódio 10

E ai pessoal, bem vindos ao décimo episódio do Corrente dos Sete Jogos, que deveria ter sido postado na semana passada, mas uma série de contratempos, como sempre, impediu o quadro de ser publicado normalmente. Então, sem mais enrolações, vamos conhecer as preferências do leitor nishi22.




Nome / Apelido: nishi22;
Idade: 17 anos;
Onde mora: São Paulo – SP;
Contato: bruno.nishiura (Facebook);
Nintendo ID:
Como iniciou sua vida "gamer": A minha vida "gamer" começou quando ganhei o meu primeiro videogame, o Playstation 1, lançamento da época em que eu tinha entre 5 e 6 anos. Praticamente viciei com apenas um jogo, que era o Driver 2: The Wheelsmanis Back, no qual para mim era muito top poder usar qualquer carro, etc.

• Jogo que todo mundo fala mas que nunca jogou:
  • Dragon Ball Z - Budokai Tenkaichi 3 (PS2 / Wii): Todos jogavam esse jogo, mas ele não me atraía, porque embora tenha os espaços das lutas em mundo aberto, tem a "barreira invisível" muito perto, e por isso nunca me interessei em tê-lo.

• Jogo / franquia que não tem vontade de jogar denovo:
  • Midnight Club: É uma franquia até que legal, mas existem outras do gênero muito melhores, como Gran Turismo ou ainda Need for Speed.

• Último jogo que jogou:
  • League of Legends (PC / Mac): Na minha opinião, o melhor jogo da atualidade, pois envolve todos elementos que um jogo precisa; tem batalhas épicas, e faz cada jogador ter um forte sentimento de vitória e querer cada vez mais pegar elos mais altos e se mostrar o melhor possível, e além de estar sobre frequentes atualizações, o que faz com que não se torne enjoativo, tendo mais de 100 campeões para você testar suas habilidades e mostrar o seu valor no Campo da Justiça. Obs: recomendo que joguem, não irão se arrepender.

• Jogo que jogou e que ninguém conhece:
  • Shinobi (PS2 / PSN): Um jogo que eu particularmente adorava porque tem muitos golpes e chefes difíceis juntos em uma aventura de luta ninja com parkour sobre os prédios da cidade que foi tomada por seres místicos do Japão, e era top porque os inimigos "dropavam" itens especiais de elementos para fortalecerem seus golpes, cada um com um significada que mostrava os pontos fracos para conseguir libertar a cidade. Um jogo muito engenhoso em que eu demorava horas para passar de fase, por isso empolgante jogar. Pena que era/é pouco conhecido.

• Jogo que te surpreendeu muito:
  • Medal of Honor – Vanguard (PS2 / Wii): Tem uma história que se passa em um período antigo, muito boa e bem envolvente, com tiroteios insanos e lutas contra as forças armadas japonesas. Por disponibilizar uma quantidade enorme de armas e a interatividade com os soldados na guerra, além de ter alguns fatos reais que ocorreram na guerra, é que eu gosto tanto dele.

• Jogo que te decepcionou muito:
  • Tony Hawk´s Pro Skater5 (PS3 / PS4 / Xbox 360 / Xbox One / PC): Os jogos da série no Playstation 2 eram simplesmente um máximo, mas infelizmente a produtora não conseguiu dar continuidade a ela, e esse último título que saiu é cheio de bugs, tirando a essência de antigamente, que era simples e legal. Nesse título, é complicado efetuar os especiais, além de ter uma tela de carregamento muita lenta, o que é irritante algumas vezes.

• Jogo/franquia que marcou sua vida:
  • Crash – Mind Over Mutant (PS2 / PS3 / Xbox 360 / Wii / PSP / DS): Foi um dos primeiros jogos que tive para Playstation 2 e o primeiro jogo que tive a oportunidade de zerar. Tem uma história longa, passando por várias regiões diferentes, desde desertos quentes até partes geladas.


E é isso. Curtam, compartilhem e indiquem amigos para participar. As respostas devem ser enviadas para o email dkc_forever@hotmail.com.

Comentários
0 Comentários

0 comentários: